Lojas Americanas Celulares

Chega de senhas! Reconhecimento facial é o próximo método de validação para compras no varejo

Magazine Luiza 17 Dez 2017



O varejo ainda não adotou de maneira massiva a biometria para as transações financeiras entre cliente e loja, apesar de muitos bancos, até mesmo no Brasil, já utilizarem algum tipo de reconhecimento biométrico para substituir as intermináveis senhas nos caixas eletrônicos. Mas parece que esse cenário está para mudar. Intel, Foxconn Technology e Asia Pacific Telecom fizeram a primeira demonstração do uso do reconhecimento facial para compra no varejo. A apresentação foi realizada em Taiwan, ainda como uma prova de conceito para mostrar como varejistas podem oferecer novas experiências ao cliente.

A nova tecnologia também pode servir para controlar acesso a residências e empresas, além de compras virtuais e acesso a serviços de entretenimento online, sempre utilizando o reconhecimento facial como método de pagamento. Sem mais senhas, apenas o rosto do próprio comprados para liberar a transação. O escaneamento da face leva apenas 0,03 segundo, o que reduz riscos de vazamento dos dados pessoais do consumidor e de fraudes. Esse método de pagamento ainda dispensa o uso de cartões de crédito e débito ou dinheiro. O sistema utilizará a tecnologia Multi-access Edge Computing (MEC) no 5G.

O reconhecimento facial não será útil apenas para as transações. Lojas físicas poderão utilizar a biometria para acessar o histórico de compras do cliente e oferecer recomendações personalizadas. Por exemplo, lojas de vestuário pode utilizar o MEC para baixar rapidamente um vestuário virtual em 3D para que o consumidor experimente em um espelho virtual. Isso não só torna a experiência de compra mais pessoal para o consumidor, como reduz o espaço físico necessário para o inventário da loja. Ainda não há uma previsão para a chegada dessa tecnologia ao mercado. E não deve ser em um futuro muito próximo, já que ela depende do 5G

Celulares BR © Copyright 2017 - 2018, Todos os direitos reservados